Contando até dez

Contando até dez
Autor: Rejane Machado

Sinopse – Contando até dez – Rejane Machado

O título deste despretensioso volumezinho diz bem do seu conteúdo: crônicas, Memorabilia, In Memoriam experiкncias culinárias, fait-divers, casos acontecidos ou imaginados, alguma poesia, crítica literária – e por que não? – autoajuda, – enfim, uma verdadeira “miscelвnea”, estando assim, plenamente justificada a sua diversidade de gкneros, creio.
é talvez a coisa mais confessional que jamais escrevi. Nele faço um mergulho interior, em direção аs minhas mais caras lembranças, extraindo delas o perfume da novidade de que se revestem para quem não as partilhou. Coisas que guardamos com muito cuidado, em um compartimento especial da memуria e que vieram а lembrança, em certo momento especial, sem terem sido provocadas.
Exponho pontos de vista pessoais, abro meu coração com toda delicadeza e elegвncia de que sou capaz, procurando situar-me e compreender minhas prуprias reaçхes, tentando o Cognoscere ipsum que os filуsofos antigos recomendavam. (Coisa mais difícil!)
Carioca, professora, especialista em várias artes, de Literatura а Culinária, passando pela mais difícil que é viver bem, entre tipos diferentes de personalidades. Sabe, entre outras espertezas, conviver, procurando na mais prazerosa das inúmeras ocupaçхes, encontrar a beleza e grandiosidade dos textos literários que analisa, nos sons contidos nas combinaçхes das sete notas musicais que ouve e cultua, nas vinte e seis letras do alfabeto combinadas de maneira estética e/ou lúdica, e principalmente no relacionamento do amor destas criaturas amadas que Deus mandou para colorir de rosa a minha vida. Já escrevi “uma meia dúzia” de livros e pretendo continuar a escrever; tenho ganhado bem “meia dúzia” de prкmios literários de certa expressão, por meus contos e romances. Aqui experimento outra vertente de criação: dar palpites, lembrar coisas e pessoas, comentar algo justificando a ocupação de um lugar no mundo. Em primeira pessoa, portanto assumindo uma postura muito perigosa: dar corpo а Memorabilias, In memoriam, crítica literária, autoajuda, receitas culinárias e de vida, enfim, uma Miscelвnea bem-humorada em forma de Crônicas, as quais intitulo Contando até dez. Pela primeira vez não me escondo atrás de personagens que invento.

Contando até dez – Rejane Machado

Por favor, compartilhe este livroShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A informação nesta página está disponível apenas para referência.
Você pode comprar ou baixar este livro online - amazon.com.br